Equipe de Pedagogia recebe especialistas para debater sobre saúde mental e suicídio

Professores e alunos de Pedagogia organizaram dois dias de debate e reflexão sobre o Setembro Amarelo, uma campanha que intui sensibilizar e mobilizar a sociedade para a prevenção do suicídio, fato ainda ignorado pela grande maioria da população como um problema de saúde causado por questões multifatoriais. A equipe pensou em cada detalhe, do cenário ao figurino, para tornar esse momento valoroso. O evento foi aberto ao público da Faculdade e seguiu todos os cuidados. Os especialistas convidados conversaram sobre alguns motivos que levam uma pessoa a tirar a vida.


Na roda de conversa, os psicólogos e terapeutas (comportamental e espiritual) falaram de conflitos familiares, transtorno de ansiedade, bullying, relacionamentos e depressão, gatilhos que desencadeiam ideações suicidas que repercutem na prática do ato. O professor Thales abordou o tema dentro da Filosofia e motivou-os com uma mensagem de esperança que pode ser ofertada a alguém cujas emoções estão “desreguladas”. Eles ainda pontuaram a importância da escuta atenciosa, do abraço e do interesse pela situação do outro. Suicídio não é egoísmo tampouco uma atitude de coragem. Quem carrega essa dor na alma grita por socorro e precisa ser acolhido.


Por Francianne de Fátima